Perda da biodiversidade: entenda o que é Floresta Vazia

As principais regiões afetadas no Brasil são a Mata Atlântica e Amazônia.

Por redação Pensamento Verde

 

Quando o assunto é perda da biodiversidade, o que logo vem à mente é a questão da extinção de várias formas de vida. Tenha em mente que a biodiversidade é usada para descrever a variação de vida em um dado ecossistema, região geográfica ou, até mesmo, todo o planeta. Muitos biólogos acreditam que essa variedade biológica é parte importante da sustentabilidade, por isso, é ruim quando a mesma fica escassa.

 

Tal ausência de vida também leva à condição conhecida por Síndrome da Floresta Vazia. O tema foi discutido pela primeira vez há mais de 20 anos por Kent Redford, que dissertou sobre o esvaziamento e empobrecimento da biodiversidade. Ele escreveu o artigo “The Empty Forest”, traduzido para o português “A Floresta Vazia”, e que foi publicado na revista científica BioScience.

 

Muitas questões são discutidas até hoje, tais como a fragmentação das florestas, caça ilegal de animais, o impacto da agricultura comercial (comércio ilegal de alimentos), o desmatamento de árvores e plantas, desmatamento de biomas para que sejam transformados em pasto, entre outros. São diversos os fatores que causam o desaparecimento de espécies, sendo que especialistas nesta área de todo o planeta focam atenção sobre a má conservação das florestas tropicais.

 

A destruição vegetal, a perda da cobertura florestal, extinção de espécimes animais e outros fatores contribuem para a Síndrome da Floresta Vazia. Por mais que exista uma cobertura verde da mata, quando acontece essa síndrome, os animais – polinizadores ou não – têm presença rara ou praticamente nula, o que acaba comprometendo as regiões que dependem da floresta para sobreviver.

 

Esta é uma triste constatação, mas, quanto mais fragmentada e machucada essa floresta for, mais vazia ela é. A perda da biodiversidade ameaça todo um ambiente, porque a região até pode apresentar um bom estado de conservação das plantas, porém sem riqueza biológica, ela será pobre e vazia. O homem é capaz de destruir uma floresta de maneira interna ou externa e a falta da fauna prejudica a vegetação, mesmo que a intenção dele não seja especificamente os animais, pois a destruição do habitat natural impactará significativamente a vida na floresta.

 

Além do desmatamento, a redução da fauna pode ocorrer como resultado da pesca ou caça indiscriminada, principalmente dos grandes animais, como antas, macacos e veados, seja para a subsistência ou prática comercial, o que afeta de forma voraz e de maneira direta ou indireta a fauna silvestre. E para finalizar, no Brasil, a Síndrome da Floresta Vazia atinge principalmente as florestas tropicais da Mata Atlântica e Região Amazônica.

Autoria: Aline Lima

[email protected]