Flora Tietê cumpre importante papel social ao educar crianças

Há nove anos a ONG construiu um parque temático para educação ambiental e obteve ótimos resultados

Tanto a família como a escola tem a responsabilidade de participar da construção de valores básicos da consciência cidadã de uma criança, para que no futuro ela tenha hábitos éticos, sadios e responsáveis quanto à preservação e desenvolvimento sustentável da Terra. Com o objetivo de contribuir com a formação de uma sociedade consciente da necessidade de conservar a natureza, a Flora Tietê criou um programa de educação ambiental.

Há nove anos, com recursos próprios, a Flora Tietê fundou o Parque de Educação Ambiental, o PARBI, na cidade de Penápolis. Trata-se de uma trilha ecológica com 30 animais de cimento de tamanho natural, que interagem com os visitantes através um sistema de alto-falantes e contam um pouco da sua história. Há ainda uma réplica de mata ciliar, a mata que protege os rios e, consequentemente, nossas águas. No anfiteatro, as crianças participam de oficinas e aprendem a preservar a natureza, cuidar do lixo e reciclar.

A Flora Tietê organizou programas especiais para a visita de grupos de escolas públicas e privadas da região. A ideia é fazer com que as crianças aprendam brincando, além de associar a flora e fauna brasileira ao cotidiano das pessoas para que as ações de preservação ambiental – como reduzir formas de poluição – se tornem comuns no dia-a-dia. Marcio Benassi é pai de Leandro (6) e afirma que as visitas constantes ao parque são fundamentais na formação do seu filho. “Acredito que hoje há pouco verde nas cidades, no parque pode passear no meio a árvores, usar os brinquedos e fazer amigos. As visitas ao parque já viraram rotina. Ele brinca na areia e passeia pelas trilhas. Fico feliz por ele ter esse contato com a natureza”. Leonardo Belan (8) é filho de André Belan e há três anos vai ao parque aos finais de semana. “As estátuas dos animais no PARBI são excelentes, pois suprem a falta de um zoológico. Ele aprende muito com elas”, comenta André, se referindo a trilha ecológica com animais de cimento. “Hoje ele é uma criança muito mais consciente, não joga lixo no chão. Ele faz questão de estar sempre no parque. Sempre que posso levo aos sábados ou ele vai com a avó. É aprender brincado!”.

O PARBI é aberto a visitas de escolas, associações e do público em geral. Desde sua fundação, mais de 35.000 crianças cadastradas em livros de visitas, de escolas públicas e privadas de Penápolis e região. Qualquer pessoa interessada pode participar das atividades dentro do parque. Para mais informações entre em contato com a ONG pelo site www.floratiete.com.br; no Twitter @FloraTiete e também no Facebook.