28 de Julho – Dia do Agricultor

A Flora Tietê parabeniza esse profissional tão importante na vida de qualquer pessoa

Banner 28 de julho dia do agricultor

A verdade é apenas uma: sem agricultor nada existia. Esse profissional tão importante já foi chamado pelo mais variados termos: camponês, lavrador, agricultor de subsistência, pequeno produtor, agricultor familiar. A evolução social e as transformações sofridas por esta categoria são consequências de uma nova situação deste trabalhador fundamental para o desenvolvimento do País.

No Dia do Agricultor, é interessante conhecer um pouco mais sobre essa importante e antiquíssima atividade humana. Estudos arqueológicos, etnográficos e históricos mostram que ao mesmo tempo, em várias partes do mundo, o homem passou a mexer na terra com o objetivo de se alimentar, que é o que conhecemos como Agricultura: uma arte, a arte de cultivar a terra. Estas pesquisas arqueológicas levaram essas hipóteses para 7000 aC., além da suposição de que uma fase preliminar de cultivo da terra deve ter existido na Palestina, pelos vestígios que ficaram de espécies de foices naquela região, que remontam a 9000 aC.

A agricultura como é feita hoje, a chamada agricultura convencional, se baseia num conjunto de técnicas produtivas que surgiram em meados do século XIX, conhecida como a segunda revolução agrícola, e que se baseou no lançamento dos fertilizantes químicos. Expandiu-se após as grandes guerras, com o advento do emprego de sementes manipuladas geneticamente para provocar o aumento da produtividade, associado ao emprego de agroquímicos (agrotóxicos e fertilizantes) e de maquinaria agrícola.

A reflexão da Flora Tietê, neste dia, fica para que cada vez mais esforços sejam direcionados para o aperfeiçoamento das técnicas desses profissionais, para otimizar a sua produção e sempre respeitando o meio ambiente.

 Obrigado a todos os agricultores do Brasil.

Texto: Bianca Barbis
Interageai – Assessoria de Imprensa